Ciências da Terra e da Vida

Biologia

Inseminação Artificial

Autor: Margarida Silva
Mestre em Biologia Celular e Molecular

 

Data de criação: 14/03/2015

Resumo: Apresentação do conceito de Inseminação Artificial...
A inseminação artificial ou inseminação intrauterina é uma técnica de reprodução medicamente assistida que é utilizada para (...)

Palavras chave:  biologia

Para comentar ou colocar dúvidas sobre este artigo »»»

 

Conceito de Inseminação Artificial

A inseminação artificial ou inseminação intrauterina é uma técnica de reprodução medicamente assistida que é utilizada para ajudar casais que têm problemas em alcançar uma gravidez. Esta técnica é considerada a mais simples e com menos custos e pode ser realizada durante um ciclo ovárico natural ou com recurso à indução da ovulação (neste caso pretende-se a maturação de apenas um ou dois ovócitos) através de medicação hormonal. No dia previsto para que a ovulação ocorra, a amostra de sémen é recolhida e tratada no laboratório, de modo a potenciar a sua qualidade. Depois do processamento da amostra, apenas os espermatozoides com melhor motilidade e morfologia são depositados no útero.

Esta técnica pode ser utilizada em casos de fatores de infertilidade masculinos ou femininos ligeiros e em casos de infertilidade inexplicada. A inseminação intrauterina pode ser homóloga (os gâmetas masculinos pertencem ao marido da paciente) ou, em casos de ausência de espermatozoides, pode recorrer-se ao uso de uma amostra de dador, passando a designar-se por inseminação intrauterina heteróloga. O sucesso desta técnica está relacionado com a idade do casal, com a qualidade da amostra inseminada, com o tipo de estimulação ovárica realizada e com a causa de infertilidade e a sua duração.

 

 

Procure outros termos na nossa enciclopédia
| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |